Não existem príncipes encantados - Capítulo 3: Encontros (Fim)


- Então... Desde quando? - Gilles pergunta, deitada com Joana

- Desde sempre... Só não percebi, pelo visto - responde a morena

- E você percebeu... dando uma voltinha de cavalo? SÉRIO?

- Pois é...

- Fiquei milênios tentando te levar para lugares, e aquela loira esquisita te tira da seca num piscar de olhos. A lambida dela no seu pé foi tão boa assim?

- Já disse que aquilo foi um acidente, poxa!

- Hahaha, eu sei, eu sei... estou brincando.

Elas riem por um momento e o silêncio reina novamente.

- Então... Essa noite foi um “sim”? - questiona Joana

- Não.

- Não?

- Bem... Você me pegou de surpresa. E mesmo eu... bem... Sentindo o mesmo que você, estou há tanto tempo tentando fazer isso dar certo que ficar sabendo como chegou a essa conclusão meio que foi um tapa na minha cara.

- Ah... Desculpe. Eu devia...

- Mas eu não disse que não podemos tentar...

Gilles acaricia o rosto da amada e encosta seu nariz cheio de sardas no dela.

- Mas sério, cavalo?

...

Uma noite calma e fria na praia. Ninguém por perto. Apenas a areia úmida, as ondas, e uma senhora angustiada. Sentada na areia gelada, ela contempla os azuis do mar e da noite se mesclando. Em noites assim havia alguém para abraçá-la. Para mostrar que a noite não é tão fria. Alguém que se foi há muito tempo. Por que a solidão não foi junto? Então ela fica ali, tentando achar aquele alguém no horizonte, onde deve ter encontrado todos que partiram. Uma figura familiar aparece montada num cavalo bizarro e oferece a mão. Ela hesita. Resmunga. Boceja. Desiste. Sobe no cavalo com a loira. E as duas cavalgam nas ondas até o destino final.

E assim se foi Dona Chica.

FIM ~


Comentários

  1. OMG, a Dona Chica da vidraça quebrada do começo do capítulo 2! Hahaha. Então... a história de que a felicidade está mais perto do que imaginamos. Isso me lembra (e muito) alguns filmes adolescentes. É a mesma vibe. No final, não existem príncipes encantados mesmo (até porque, a Gilles estaria mais para princesa...). P.S.: Fiquei pensando que daria pra fechar no capítulo 2 (não sei bem explicar o por quê...). Porém: ficaria hiper extenso (eu sei).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei mil vezes em encerrar no capítulo 2, mas já tava grande do jeito que tava, não queria que ficasse maior. Ao menos terminou, quero evitar histórias longas demais

      Excluir
  2. Gente, que saudade eu estava daqui! (por que eu sumi?). Mas já voltei, amando isso e voltando pra ler a parte 1 e parte 2, porque esse final tá maravilhoso e eu quero saber o que acontece até chegar aí.
    Adorei o layout novo *-*
    Mil beijos! <3
    http://www.canseidesernerd.com

    ResponderExcluir
  3. R.: É para melhorar (evoluir e revelar). :)

    Acerca deste seu capítulo, gosto do tipo de leitura que fornece. Não é aborrecida e tem um toque peculiar.

    ResponderExcluir
  4. O final! ♥

    Acho que isso acontece muito na vida, de não nos darmos conta de que nossa pessoa especial está logo ali, debaixo do nosso nariz. Uma pena que nem todo mundo tem a sorte de ter uma Darc na vida para nos apontar o óbvio! E, ai gente, a Dona Chica!

    Será que teremos mais peripécias de Darc? Fiquei aqui pensando, ela provavelmente está por aí salvando mais donzelas (ou não) em perigo. Ótimo conto, Felipe! (:

    ResponderExcluir
  5. Omg, final lindo, divo, maravilhoso. Sério, o conto foi forte e emocionante. "Assim se foi dona chica", sensacional, sem mais.

    ResponderExcluir
  6. Amei o final, foi totalmente inesperado!
    E o lance da solidão? Não nos sentimos todos assim, de certa forma? Mesmo com pessoas ao nosso redor...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Dois gatos

Teste de Coragem

Teto de verniz