Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Um Ciberconto

Imagem
O sangue jorrava fresco.  
Apenas um pulso pendendo da mesa na cozinha. Era uma terça, e meu conserto aconteceria naquela noite. O alarme de meu sistema avisou. Acordei, despluguei meus cabos e subi as escadas. Não houve vestígio de luta. A casa estivera vazia antes do ocorrido. Meu sensor interno é aguçado a ruídos. Ouvi os passos do Dr. andando em círculos, e deduzi que estivesse estressado.  ... Olhei em volta: nada. As medidas de segurança sugeriam ligar para a emergência. Porém, se bem me lembro, outra I.A. fora desligada por motivo semelhante Sem sinais de humanos, seria eu o culpado. Alegariam mau funcionamento. Tais pensamentos me afligiram. 
Larguei o telefone e, enquanto decidia o que fazer com o corpo de meu criador, dei comida para o felino ao meu pé. Foi então que vi um respingo de sangue no chão. Segui o percurso vermelho. Ativei meu alerta para combates. Um homem fumava na varanda. Identifiquei um objeto pontiagudo em sua mão. No momento em que me viu, ele correu para me…