Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2014

Boato feito, boato refeito

Imagem
Deu uma boa olhada na caricatura de um gato mal-humorado no muro de sua casa. Moveu-se para o lado, segurou as alças da mochila. "Um grafite bem feito”. Fazia duas semanas desde que se mudaram para esse bairro. O boato se espalhou feito água esparramada no chão. Diziam que eram perigosos, gente metida com máfia, drogas, traficantes. "De onde tiraram isso?", Ingrid pensava enquanto fazia o caminho para a escola. Ficava apenas a duas quadras. A mochila nas costas pesava, era preciso levar os livros. "Que falta de sorte". Ela para em frente a um gato preto, os dois se encaram. O gato para por um instante. Ela faz cara de mau. O felino corre. 
           Um buraco na calçada a fez parar, investigou o caso. Tratava-se de uma cratera feita por um pneu de carro em cimento fresco. Como a caricatura, produto de algum enxerido. Seus doze anos faziam juz ao seu corpo. Era magrela, os cabelos cumpridos que amarrou em um rabo-de-cavalo, castanhos. Os olhos do tamanho de su…

Apenas Meninas Crescidas Podem Namorar (por Wueverton Caetano)

Imagem
- Papai, como eu nasci? 
Perguntou Charlie, um garoto de 6 anos com os olhos azuis esbugalhados e fixos no pai. O pai sabia que aquela pergunta seria feito algum dia, ele já havia planejado mil e uma respostas, mas na hora nenhuma veio a boca. Gaguejou, pensou, gaguejou mais um pouco e começou a falar:
- Bom, quando sua mãe e eu éramos mais jovens nós nos conhecemos, nos apaixonamos, nos casamos e decidimos ter um lindo bebê. Então você nasceu. - Mas como foi? - Érr, bom, eu e sua mãe nos amávamos, nos amamos ainda e entã.... - O que é o amor, papai? - Amor? O amor é quando você pensa na pessoa quando está longe, quer ficar sempre ao lado dela, às vezes fica com um pouco chateado com a pessoa, mas logo se esquece o porque. Amar é quando você não consegue se imaginar vivendo longe da pessoa. - Mas é só isso? Basta amar e já nasce um filho?  Esses dias ouvi uns meninos mais velhos falando que eles tinham terpa... trepado, isso, eles tinham trepado e agora estava com medo da namorada de…

Deviant

Imagem
Casimiro, um garoto de treze anos. Astuto e calado. Ensimesmado. Um deslocado. Fingia, em seus momentos solitários, que era de outro planeta. Simplesmente não se encaixava com a forma de vida terráquea. Tudo parecia tão incoerente e sem valor. O mundo, um vaso: bonito por fora. Por dentro? Esfera vazia e oca. Sem enfeites e desenhos coloridos. Onde poderia se encaixar? Incompreendido, solitário e sem amigos. 
      Queria ser como todos os outros, só para ver como era ser mais um. O que eles tinham de tão especial? Por que se acham melhores que os outros? Seu olhar de desdém mal podia ser percebido. Superior, só para si mesmo. Idéias malucas lhe passavam pela cabeça, e ele começava a rir. Sorria, na verdade. Rir estaria ligado à gargalhar, e isso se faz quando se está junto de outras pessoas, rir sozinho é ser considerado doido. Sabia das regras da sociedade. Agir do modo certo para ser considerado apenas – diferente.  Aquilo que as pessoas não conseguem compreender é facilmente conve…

Culpado (por Rodolfo Willian)

Imagem
Frio. Parecia tudo o que Otto podia sentir. Não aquele frio que se experimenta ao tocar o solo gelado com os pés descalços. Nem mesmo o frio promovido pela brisa noturna à beira mar, um frio mais denso, algo que quase poderia ser tocado, que partia de dentro como se sua própria essência fosse feita pela falta de calor. Nunca imaginou que se sentiria assim depois de morrer. Dizem que a vida toda passa diante de seus olhos no momento da morte. Otto agora entendia que essa máxima era ainda mais intensa. Não só vislumbrara imagens desconexas de sua vida no momento final, como elas ainda insistiam em se repetir enquanto ele caminha pela rodovia escura na qual se deu seu fim. Era noite. A mais escura noite.
         Nunca fora religioso. Não por falta de convicção ou visão religiosa, mas por pura conveniência. Preferia pensar que, se ele não se atrevesse a encarar o oculto, ele nunca o incomodaria. Passou a pensar diferente depois daquela noite. Por mais que se esforçasse, não conseguia ent…