Just Keep Walking (por Carolina Hermanas)

    Você têm: um amor quentinho na sua casa, um sorriso espalhado de histeria romântica, um beijo roubado, um abraço apertado e uma frase que ora ou outra interfere na sua cabeça e te faz suspirar,"eu te amo". 

        Você gosta: de natação, de tocar violão, de escrever poemas em guardanapos, de cantar absurdamente alto no seu quarto, de decorar poemas para recitá-los em saraus. Flores espalhadas pela casa, sorrisos sem motivos, o rosto angelical da sua mãe. De bichos de estimação, daquele seu trabalho na ótica, daquela faculdade que escolheu fazer de última hora. Dos seus amigos, mesmo quando descobre que eles não são seus amigos. Mas você gosta daquela amiga que está em um Estado diferente, pois ela te ensina que amizade o vento não leva. Nem tira. Nem some.

             Ao seu lado: nesse exato momento, um menino branquinho - deve ser do terceiro colegial - com cachos pequenos e um rosto bonitinho aparece no ônibus que você está, e se segura ao seu lado, numa daquelas barras acima da sua cabeça. Ele pisa no seu pé e quando você olha para encará-lo, lhe pede desculpas.Você as aceita e continua olhando a paisagem rotineira, com a cabeça encostada no ombro cansado. Ele esbarra no seu corpo e você começa a desconfiar, sorrindo sem que ele perceba seus sentimentos se remexendo dentro de seu ego. É tão bom sentir alguma coisa, pra variar e parar de se sentir segura.

           Sabe, correr riscos no meio da rua e sorrir que nem uma boba. O garoto continua olhando você através da janela, enquanto desvia o olhar. Ele chega mais perto do seu cabelo e começa a cheirá-lo. Você olha para trás, inibindo um sorriso adolescente. Ele atravessa algumas pessoas - faz questão de esbarrar no seu braço novamente - e desce no mesmo ponto que você. Atrapalhada com a situação, começa a andar numa direção oposta a dele. Mas para na calçada, olha os pedaços de maçã instalados na sua bochecha gorda e começa a rir sozinha.

           Ele sorri de volta. É uma dança engraçada, para o trânsito inteiro. E vocês estão ali, a milhares de passos, de corações, de problemas. Mas está tudo bem, ele é só um garoto e você uma garota. É bom de vez em quando sentir alguma coisa. Sentir. Mas continue andando, por favor. Não perca o foco. Você já fez isso quando casou-se com o não-homem-da-sua-vida-inteira-para-sempre, lembra?




Escrito pela Carolina Hermanas, do Borboleta Metamorfoseando

Se quiser ter o seu texto publicado no blog, leia as regras

Comentários

  1. Engraçado que não consegui saber a idade da moça (e me desculpe, Carolina, por ter trocado a imagem. Mas eu precisava creditá-la, e isso é uma coisa que We Heart It não faz ;__;). Se é casada, e está sendo paquerada por um garoto, deve ser jovem... A minha pergunta é: quem é ela? Esse "você" é... quem lê? Fiquei pensando... Outra pergunta: Quem não gosta de ser notada(o)? Faz bem ao nosso ego.

    ResponderExcluir
  2. Acho que apesar do medo que dá, todo mundo gosta de ser notado, de sentir aquele frio na barriga quando alguém te olha diferente. Eu sempre fico pensando, essas coisas são tão bobas e pequenas e fazem a gente tão feliz.
    Eu amei o texto :)
    Beijão
    barradosno-baile.blogspot.com
    @torresaamanda

    ResponderExcluir
  3. Olá Suzi,primeiro gostaria de agradecer por publicar meu conto aqui,eheheheh.
    Não,esse "você" é ela mesmo,é como se eu fosse a narradora da história e estivesse contando os fatos ;)

    Quem não gosta de ser notada?Quem já tem um homem lindo ao seu lado,mas mesmo assim não se sente feliz!

    ResponderExcluir
  4. O texto está bonito, é engraçada a maneira como nos afecta toda essa banalidade dos dias. Afinal, há sempre algo de muito especial a acontecer :)

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei do texto, acho que amores em ônibus são coisas tão rotineiras, é sempre bom ser notado -sem ser paquerado, odeio cantadas- mas eu gosto desse amor inocente trocado entre duas pessoas de forma única, basta um olhar e você já sente um burburinho dentro de você. Gostei do texto.
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que coisa mais fofa esse texto! Adorei esses efeitos nas palavras, essa brincadeira toda e o tom doce ^^
    Adorei o blog e o layout também!

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  7. O texto é bem interessante. Prende a gente do início ao fim!
    "O garoto continua olhando você através da janela, enquanto desvia o olhar."

    Beijos ♥ Jeito Único

    ResponderExcluir
  8. "É tão bom sentir alguma coisa, pra variar e parar de se sentir segura." Tem coisa melhor? Não, não tem haha ♥
    Queria a continuação desse texto, adorei!
    Beijinhos

    featglam.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto, "paixonites" de ônibus são tão românticas... é tão bom você saber que alguém percebe sua presença, é tão bom ser notada, sentir aquele frio na barriga de insegurança. Acho tão lindo este tipo de amor, tão inocente - O que é díficil encontrar hoje em dia -... mas, é tão lindo. Apenas um olhar, apenas um esbarro...




    Tem post novo, confere? ♥
    d-arkclouds.blogspot.com.br || Dark Clouds

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito do texto! Fiquei imaginando as cenas entre o menino e a menina.
    Que romântico! É tão bom ler um texto assim no domingo de manhã, sabe?
    Ainda mais escutando Engenheiros do Hawaii.
    Amei o texto!
    Beijos <3

    vintageiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. é tão bom passar por aqui e me deparar com esses textos inspiradores, bem escritos e super distintos entre si.

    ResponderExcluir
  12. Está mesmo bonito apesar da frase final em que os leitoras descobrem que ela casou-se com um homem que não ama mesmo
    querosabertudo-k.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ai, que texto PERFEITO. Tão inspirador, tão fofo, tão cheio de sentimentos. <3
    Me fez até me sentir ainda melhor hoje.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  14. Que texto bom ^^

    Beijos
    macaaverdee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Achei o texto super fofo e a forma dividida, parabéns.
    Atração é uma coisa perigosa, ninguém se livra nem quando ta comprometido.

    bjs
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  16. e quem nunca teve um amor que durou alguns minutos, depois que as pessoas viram as costas... ele acaba... :P

    ResponderExcluir
  17. vou visitar o blog dessa escritora pq o texto é muito bom, vai que tem outros o/
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. COnhecer pessoas em situações inusitadas sempre são um atrativo a mais. Acende na gente a vontade de viver!
    Amei a imagem! Deu a sensação de liberdade que o texto quer passar.

    beijo

    ResponderExcluir
  19. Adorei, a história é envolvente demais.
    E que lindo o encontro deles.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  20. É engraçado ler isso, porque sempre julguei que não me inseria na época romântica, no que diz respeito à escrita. Ainda assim, foi bom saber a tua opinião, é sempre o que mais me agrada nos teus comentários :)

    ResponderExcluir
  21. Esta fase na vida da gente é tudo de bom.

    Su:
    A respeito da minha postagem sobre o cartão do SUS é o seguinte, O governo quer repassar o custo do atendimento do SUS para as administradoras de plano particular dos seus associados que por algum motivo usaram o SUS. Isto pode fazer com que as ADMs repassam o custo para os associados deixando a mensalidade mais cara.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  22. Aquela situação que já aconteceu com quase todo mundo ( se não todos) de ser notado por alguém e ficar rindo por dentro com aquela situação. Com certeza essas coisas por menor que possam ser podem mudar o dia de alguém.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Que texto bonito viu, adoro ler essas primeiras batidas no coração.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Que final surpreendente, adorei! <3

    ResponderExcluir
  25. Oiee sua linda, visitando e seguindo.
    Que texto mais singelo e lindo, gostei das palavras, e sorri aqui conforme fui lendo.
    parabéns!
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  26. Lendo o texto me dou conta de quantas vezes me senti vulnerável assim perto de alguém.
    Quantas vezes defini um sorriso, ou um item qualquer de personalidade.
    *---*
    Lindo!

    ResponderExcluir
  27. Aaah, que lindo! Tão delicado esse texto! Fiquei sentindo cada emoção da personagem nas descrições, até tive de conter um sorriso bobo imaginando a cena rs'

    ResponderExcluir
  28. adoreiii o texto.. me fez ficar bem pensativa ,em coisas q ja me aconteceu...
    bju

    http://aieuvivantagem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. uau que final foi esse?! Fiquei imaginando milhares de coisas, adorei, mesmo!!!
    Bjus e uma ótima semana!

    Rafa
    rafaelando.com

    ResponderExcluir
  30. Gostei do texto, achei muito bem escrito. E sempre acabo gostando de textos de qualidade, mas escritos de uma forma simples, por mais que "contos cotidianos" não seja lá o meu tema favorito.

    obs: Emilie, se eu enviar um dos textos antigos que postei no blog, vc publica aqui? Eu li as regras, mas resolvi perguntar antes, já que talvez vc ache que os meus temas não condizem com a proposta do seu blog e tal rs

    ResponderExcluir
  31. Acho que todo mundo que passou aqui, que realmente leu, ficou reflexivo, que beleza de texto, bem escrito.
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Amores no ônibus... quem nunca, não é ?
    Texto muito bem feito, parabéns, você sabe 'brincar' com as palavras, tem talento menina.

    Beijos,
    http://blog-uma-outra-estacao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oie =)

    "Mas está tudo bem, ele é só um garoto e você uma garota. É bom de vez em quando sentir alguma coisa."

    A gente anda vivendo uma rotina tão louca que muitas vezes não sentimos as coisas de fato, infelizmente na grande maioria das vezes fingimos que sentimos,- infelizmente.

    Gostei bastante da reflexão do texto, pois é justamente em situações cotidianas que encontramos pequenos momentos de felicidade.

    Parabéns Carolina!

    Beijos;***
    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  34. Ah, que lindo! Achei inspirador, amei <3
    beijos,

    entre-galaxias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. O texto está incrível. Mas eu arriscaria :3 Que foco o que minha gente! kk

    www.adolecentro.com

    ResponderExcluir
  36. Muito lindo. Totalmente apaixonante.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  37. Adorei. Achei tipico adolescente e fiquei babando.
    Aquele textinho que você quer que vire uma novela pra saber o final kkkkkkkk
    gostoso. Amei!

    ResponderExcluir
  38. Adorei, mas... eu fiquei triste por ela. Ela se casou com uma pessoa errada e pq está presa nele ainda? Ela tem tantas possibilidades, e eu realmente espero que ela não esteja segura e sim feliz!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Coragem

Dois gatos

Teto de verniz