Meu complexo - Parte 1


Esse garoto da foto é o meu primo, Bernardo. O garoto mais lindo que já vi na vida! Tenho uma queda por ele desde a quinta série. Praticamente crescemos juntos. Ele morava no beco, atrás da minha casa. Claro que ele nunca soube da minha paixão. Do meu complexo por ele. Nem saberá, por via das duvidas, não contei a ninguém. (Ah, exceto, a você). Não mantenho um diário por medo de que descubram. Obviamente, um dia, alguém saberá. Em um dia BEM longe. Morro de medo do dia em que ele descobrir.Do dia em que revelarei meus sentimentos. Sei que não é sadio manter essas coisas. Sentimentos reprimidos nos fazem mal. O coração fica pequenininho, e parece que sofremos a cada dia. É muito complicado.

Por favor, se estiver gostando de alguém fale de uma vez, mesmo que levem o maior fora de suas vidas.Não façam como eu, não sejam covardes ao ponto de deixarem a oportunidade passar. Ontem,por exemplo, tive a chance de falar. Ele estava ali. Pediu meu caderno emprestado, no corredor do colégio. “O que foi, prima? Parece que está passando mal. Está suando”. “Não é nada. Deve ser pressão baixa”. Conversinha sem graça. Já me martirizei o suficiente por hoje. Sou mesmo um asno. Parece que nunca faço as coisas direito. Amanhã tentarei o plano B. Qual é o plano B? Vou criar uma situação. Uma nova chance. Será que conseguirei? Sei não, estou nervosa. Nem consigo falar nada coerente quando estou perto do Bê. Torça por mim! Voltarei amanhã com novidades! Até mais!

Antes que alguém pense que é um texto pessoal, não é...rs! E a foto também é ilustrativa. Achei esse conto no meio dos meus escritos. Resolvi postar. Tem apenas 3 partes. Acompanhe pra saber o que acontece... 
Imagem: roulette_by_akraspine 

Comentários

  1. Jurava que era caso verídico, muito bom o conto. Até mais. http://desventuras-em.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu jurava que você estava apaixonada pelo seu primo de verdade e que ele era o cara da foto rsrs. Conto perfeito, estou curiosa para saber o resto da história...
    Beijinhos
    sogarotasteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Pegadinha do malandro... Esconder os sentimentos é ruim... Mas quando você se declara e leva o fora... Sucks too... Oh well

    ResponderExcluir
  4. Ah, eu só amo assim: calada. Sou extremamente covarde quando o assunto é declarar o amor que sinto. Temo o "não", portanto amo em silêncio. hahaha

    Quero só ver a segunda parte do conto!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  5. Quem nunca teve uma quedinha pelo primo mais lindo? HAHA Eu confesso que ate hoje eu tenho, mas como ele é mais velho e casado, acho que nem rola T.T ASHUSAUHSAUHAUHS
    Concordo com o que você disse, tem coisas que é melhor falar, arriscar do que ficar guardado! Guardar é sempre pior e torturante :S
    Tô louca pra ver a situação que ela vai criar, quero só ver no que vai dar! HAHA Parabéns Emilie, adorei o post como sempre *O*

    http://rascunhosdasuuka.com/

    ResponderExcluir
  6. sentimentos reprimidos nunca são bons, mas as vezes é muito difícil de contar algo para alguem eu mesmo prefiro guardar pra mim do que falar para a pessoal.
    Mas também se eu tivesse um primo desse também me apaixonaria !!! ahsuahsua
    Quero ver a continuação dessa história, fico imaginando que situação ela irá criar.

    http://crazy-costumes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei, pensei que fosse de verdade, acho que sempre devemos falar a verdade, mesmo sabendo das consequências
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Que texto mais legal. O rapaz da foto é uma gracinha.
    Amor platônico é algo tão... angustiante.
    Quem nunca sentiu, né?
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. ai ai. sou praticamente um reizinho das paixões impossíveis criadas na mente.

    coisas da vida.

    ResponderExcluir
  10. Oie Emilie!

    Pessoalmente esse seu texto me lembrou muitos momentos pessoais meu rs..., como o Antonio falou ai em cima, eu tb sou quase uma especialista em criar paixões impossiveis na minha mente.

    Parabéns pelo texto!

    beijos e uma ótima semana para você!


    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Não acredito nisso, tava toda empolgada achando que era verdade, mas eu devia saber que era um texto apenas. Como eu sou besta xD
    hahaha

    ResponderExcluir
  12. que bonitinho! haha
    fiquei curiosa, posta logo a próxima parte. hahaha

    ResponderExcluir
  13. Awn, que fofinho! Eu tava pensando que era verdade até chegar ao final. hahaha. *-*

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  14. Gente, eu, como as outras leitoras, também achei que era verdade haha! Se você não diz no fim eu saia aqui do blog pensando que era de fato real esse texto. Gostei, continue postando!
    E queria pedir desculpas por demorar tanto tempo para retribuir os comentários. Estava passando por uma fase ruim e deixei meu blog um pouco de lado. Mas já passou e agora vou voltar a te visitar e claro, comentar.
    Beijos!! <3

    http://www.quaseatoa.com/

    ResponderExcluir
  15. Amor platônico é hot!!!! Rs...
    Mas só pra quem sente, né?!?!?!
    Já tive isso, vou voltar e acompanhar as outras partes!!!

    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
  16. Bom. Se fosse verdade ele saberia agora né?
    Pois não seria um primo tão desnaturado a ponto de não entrar no blogue da prima.

    Amor de primo é para vida toda.

    www.cchamun.blogspot.com.br
    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  17. Fiquei curiosa para saber como essa história irá se desenrolar. Estava com saudade dos seus contos curtinhos com continuação <3

    ResponderExcluir
  18. Me fez lembrar de alguém por quem fui apaixonada e nunca falei.

    ResponderExcluir
  19. que texto mais fofo! Muito lindo!

    Menina perdida - perfil

    ResponderExcluir
  20. ahhhh, eu já ia mesmo perguntar se esse era um conto fictício ou não hahah mas eu adorei e me identifiquei, estou ansiosa para as outras partes *-*
    -xoxo

    http://s2juuh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Poxa, só porque eu ia dizer que seu primo é muito bonito! Hahahah, de qualquer forma, bacana seu conto!

    Bom sábado *-*

    Beijos!

    ♥ Sugar Dance ♥

    ResponderExcluir
  22. Que conto fofinho *.* Estou curiosa, seus textos são tão bons...

    http://florescerepalavrear.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. minha querida, lembras-me uma flor delicada em inícios de Primavera! confesso que julguei ser esta uma história verídica, fiquei curiosa com o seu desenrolar :')

    ResponderExcluir
  24. Emilie adorei o texto, quando mais jovem tive um amor assim, que nunca ninguém soube e nem ele do amor que sentia, beijinhos

    ResponderExcluir
  25. Xii, fiquei curiosa demais pra esperar, isso é crueldade! rsrsr
    Quedinha por um primo... Tantos casos assim, né? Nunca aconteceu comigo, mas já escutei tantas histórias!
    Vou aguardar, torcendo para que o final seja tão lindo quando o começo - o que, com certeza, será.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  26. Jurava que é verdade rs Adorei o texto!
    ps: Você disse que não poderia participar do desafio #30dwc porque não tem fotos boas,maaas não é necessário tirar fotos,basta escrever,meus posts tem fotos porque é marca registrada do blog ter as fotos por postagem!
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Poxa, pensei que era verdade.
    Já estava torcendo por você hahahahhaha

    Beijos

    Moda na Janela

    ResponderExcluir
  28. Gostei desse estilo meio diário de ser :) Me deu um arrepio em: "Por favor, se estiver gostando de alguém fale de uma vez, mesmo que levem o maior fora de suas vidas. Não façam como eu, não sejam covardes ao ponto de deixarem a oportunidade passar." AUSHUAHUSUHAUHSAUH

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  29. quando se fala de amor, correspondido ou não, sempre rende belas histórias, músicas...
    estava quase acreditando que a história era real :)

    ResponderExcluir
  30. Caracas, fiquei ansiosa para saber o que ia acontecer. Digo, imaginei que era verídico. Taí, gostei. :)))

    ResponderExcluir
  31. Adorei, parece bem real mesmo!
    Me identifiquei, quando estava na pré-adolescencia sofria de amores assim. Mas nunca com primos, sempre fui a prima mais velha da família, então não tenho primos da mesma idade.
    É engraçado que a gente sempre pensa em contar no tal dia, e quando chega a hora adia ainda mais.
    Vou acompanhar esse teu conto, mas é certo!

    Tecido_Doce
    Twitter

    ResponderExcluir
  32. Levei um susto muito grande!! Eu achei mesmo que era seu primo, e que tu amava ele, eu já ia comentar tipo "Nossa meu, mas como assim, tu esconde isso de uma pessoa, e posta no seu blog? Oi? E se ele ver?"

    Duda Nogueira

    PS: Se quiser ser postadora, é só ver esse post Clique Aqui

    ResponderExcluir
  33. E o que Freud diz sobre amor entre primos?? Acho que todo mundo já passou por esse amor incestuoso...

    ResponderExcluir
  34. Só acho que ter um primo desse e não se apaixonar é meio impossível, pelo menos pela cara dele, mesmo não sendo um texto pessoal, essas palavras soaram como um conselho pra mim, às vezes complico tanto, penso tanto nos problemas, às vezes deixo de fazer algo apenas porque vivi tudo mentalmente e já vi que daria errado, sou dessas.

    ResponderExcluir
  35. Oi Emilie! Os sentimentos tomam conta da gente as vezes, o importante é sempre serem bons sentimentos! Adorei o conto! Vai ter mais? :) Volte sempre ao Correria de Mulher! Bjos

    ResponderExcluir
  36. Que coisa doce! Me lembra dos meus "amorecos" e adolescência! Que época gostosa não, 13, 14 anos! Aquele friozinho na barriga, e aquela insegurança quando sujeito se encontra perto, e aquele monte de besteiras que involuntariamente falávamos (no meu caso, ainda falo, dependendo da pessoa), aquela mistura de ingenuidade e falta de jeito! Esses primeiros amores são um prato cheio de inspiração, e que menino mais lindo esse que você escolhei pra ilustrar o conto!

    Beijos =*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Coragem

Dois gatos

Teto de verniz