CCN-SR: Capítulo 5 - O Mago sem nome

"Confusões de uma Colegial e seu Namorado-Servo Robô"

“No capítulo anterior: Durante um encontro com Bruna, Thiago descobre a verdadeira natureza do misterioso garoto Nicolas. Além disso, faz sua primeira aparição em público ao enfrentar a criatura borboleta. Quando será que Diana retornará?”

“O Cavaleiro Branco” ou “O Cavaleiro Fantasma”. Os nomes se espalharam rapidamente pela capital. Um herói da justiça trajado de branco, e que usando sua luva azul poderosa protege os inocentes. Talvez outros jovens comuns que recebessem tal poder e fama adorariam toda a situação. Mas não nosso querido Thiago, que viu tudo isso como mais um enorme obstáculo na captura do criminoso conhecido como “Anônimo”. Agora que era conhecido por praticamente todos, se não fizesse mais do que enfrentar monstros, que mal apareciam, logo se perguntariam se ele é tão bom como pensam. Talvez até fizessem uma revolta. Sem mencionar os boatos contados. Diversas mentiras sobre feitos que o pobre robô nunca fizera. No momento o melhor seria resolver alguns crimes e fazer jus a reputação, embora falsa.

Pra piorar ainda mais, Bruna, junto de outros alunos fanáticos resolveram fazer um clube apenas para o herói, e o convidou para participar das atividades. Negou em primeira mão. Bruna fez uma cara de cão abandonado e ele não resistiu. “Malditos sentimentos novos” reclamava. Como se não bastasse essa bagunça toda pela qual passava, perdeu um dos Magic Memories, “Empathy”. Os sentimentos pareciam mais atrapalhar do que ajudar, as vezes. Pediu ajuda do menino detetive, dizendo apenas ter perdido um cartão de memória. O mesmo logo se interessou, dizendo cobrar um preço alto ao finalizar o serviço. Sentia falta da bruxa. Algo novo para ele, a saudade. Começou ao ver alguns arquivos de imagem antigos de sua criadora. Agora, com Diana. Foi esfriar a cabeça indo atrás de alguns assaltantes. Prendeu todos sem problemas, nem precisou usar a Glove. Nesse ritmo, conheceu o “Tédio”. Como de costume, discutiu com Kamila. Essa reclamou por ele ter saído com a nerd, sentindo-se traída num relacionamento que nunca foi sério. Estaria isso para mudar? Paulo estava fora numa competição. Ela parecia um tanto solitária. Passou a pegar mais no pé do ruivo do que antes, exigindo que ficasse ao lado dela o tempo todo. Estava mais carente do que de costume. Saiu com ela algumas vezes para acalmar a situação. Começou a gostar de receber tanta atenção da garota. Certas vezes corava perto dela, e ela também. Quem visse os dois passeando, ela segurando o braço dele, não pensaria que brigassem tanto. Repentinamente, a garota o beijou certa vez. Quem diria.

Então, finalmente aconteceu. Num dia comum, um ataque acontece ao museu no centro da cidade. Logo, o oficial vestiu o uniforme e foi ao local. Fumaça saía da entrada. Alguns guardas apagados na escadaria. Chegando no hall, o criminoso já partia com o que procurava. Ao ver a máscara demoníaca e o sobretudo negro, sabia sem sombra de dúvidas...

– VOCÊ!!! - o herói impulsivamente saltou em direção do sujeito, dando uma voadora no oponente, esquivada facilmente por ele, que golpeou-o forte, tirando-lhe o equilíbrio e o derrubando.

– Você está mais rápido... E forte também... Mas não o suficiente - falou o inimigo sem nome enquanto dava as costas ao garoto.

– ANÔNIMO, DESGRAÇADO!! - Thiago correu, concentrando energia na mão azulada e performando um soco.

– Raiva? Isso não é do seu feitio, máquina - segurou o golpe, apertando a mão dele e o empurrando contra o solo - Desde quando “sente” alguma coisa sua abominação?

– Que te interessa?

O robô se afastou do oponente, rapidamente inserindo a Fury Memorie no bracelete. O uniforme torna-se feito de escamas brancas com um capuz  parecendo a cabeça de um Raptor de olhos amarelos, enquanto a luva transforma-se numa manopla com grandes garras. Urrando, o patrulheiro corre como um animal feroz em direção ao inimigo, o golpeando diversas vezes tão rápido que o Anônimo não consegue desviar, abrindo-lhe vários ferimentos. Assustado,  o vilão cria um muro de energia, bloqueando a passagem do herói. Antes que esse reagisse, criou outras dos lados, atrás e acima, criando uma jaula. O ser escamoso quicou por todas as direções, sem conseguir escapar, esgotando-se.

– Por que... POR QUE? - gritava o menino em prantos - POR QUE VOCÊ TINHA QUE MATAR ELA?

– Ela pecou ao criar você. Sua existência é uma blasfêmia a tudo o que nós magos acreditamos. E em breve isso acabará, graças ao que encontrei. E pensar que de todos os lugares em que procurei nesse mundo pervertido, estaria no mais óbvio - dizia ele, observando a jóia que roubou - Logo, ninguém no universo se voltará a crenças falsas ou  entregar-se a tecnologia profana. Surgirá um novo deus... Um deus sem nome, e se tornará  a única divindade verdadeira. Eu trarei a disciplina que as dimensões precisam, e ninguém pode me impedir.

– É o que veremos, demônio - a voz familiar de uma garota correu pelo saguão.

De repente, a parede é destruída violentamente por um grande dragão verde com asas brilhantes, cuspindo fogo no mago e o afastando do herói. A bruxa pula das costas do dragão, e citando um feitiço, livra o robô de sua prisão.

– Poxa, não posso sair para fazer umas compras que você se mete em confusão... Tsc. - resmungava Diana, chegando na hora “H”.

– Saia daqui bruxa, isso é entre mim e o garoto.

– Eu até sairia, mas prometi para uma velha amiga que o protegeria... Então acho que vou chutar essa sua bunda.

Fazendo uma pose, lançou uma rajada flamejante contra o feiticeiro, que revidou com o mesmo feitiço. A moça continuou insistindo, lançando chamas, fazendo o piso se partir de baixo do inimigo, lançando estacas de gelo. Anônimo fazia o mesmo, procurando evitar os ataques dela. A Bruxa transportou-se para perto do homem, dando-lhe alguns chutes no estômago. O mago segurou a capa dela e a lançou contra os vasos em exposição.

– Isso não vai ficar assim... - falando essas últimas palavras, desapareceu na frente dos dois.

– Você está bem, Thiaguinho?

– Defina bem... - levantou com o auxilio da parceira - Obrigado...

– Ora, fiz apenas meu dever como parceira... E vai me pagar com churros.

– Churros de novo? Não gosta de comer outra coisa não?

– CALA A BOCA E ME DÊ CHURROS!!

– Nossa, que confusão vocês causaram hein... - aparece um garoto engravatado e de chapéu do corredor - Então é isso que vocês fazem no tempo livre... Interessante, realmente.

– NICOLAS?

“No próximo capítulo: O preço de um segredo. Um novo membro entra na equipe. Será que esse trio se dará bem? Investigando melhor o caso. Com o clube cresce a fama. Os fãs da bruxa. PELO BEM DA POPULAÇÃO”
----------
Imagem: http://www.flickr.com/photos/15532918@N07/2810445421 

Comentários

  1. Adorei a continuação. Bem intrigante... Aguardando, ansiosa, a continuação.

    ResponderExcluir
  2. aaaa, o nicholas que vai entrar na dupla? meu deus, não posso perder a continuação
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Gostei dessa parte da história... Peraí o o Nicholas vai entrar? Que massa. Tô curiosa, pessoal. Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. a voadora me pegou de surpresa xD
    muito bom.

    (Ah! tem dois argumentos ali ( desculpa, não percebi que meu texto tinha ficado tão confuso. )
    Eu me sinto lisonjeada quando dizem que não estou usando maquiagem porque me faz pensar que fiz um bom trabalho, mas me sinto ofendida porque também me faz pensar que a pessoa acha que não estou usando maquiagem porque não tem nada ajeitado sabe? Está mentindo ou elogiando os meus defeitos.)

    ResponderExcluir
  5. Muito interessante. Gostei da aparição do Nicholas na história, isso pode render bons arcos pela frente. Estou gostando desses novos rumos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá =D

    Só o titulo desse capitulo já me deixou curiosa.
    A história está ficando bem interessante! Sempre uma nova surpresa *-*
    estou adorando!!

    bjus;***


    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  7. A história tá ficando cada vez melhor. Quantos capítulos serão?

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  8. vou voltar para ler a postagem daqui a pouco mas caso vc veja isso antes de meia noite saiba que vai ter um selinho pra vc la no blog depois da meia noite
    então nao sei c vc aceita
    mas caso nao pelo menos veja se vc puderbjus

    radiopires.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. egua ta muito emocionante cara mas eu queria q a bruxa ficasse com o robô kkkk'
    ia ser uma combinação muito maluca mesmo
    ahaaaa ia amar
    até o proximo capitulo

    radiopires.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Que demais :)
    A história a cada passo fica mais interessante!

    Participe do sorteio:
    http://tecido-doce.blogspot.com.br/2012/11/sorteio-anel-lady-black.html

    ResponderExcluir
  11. Nossa cada vez fica melhor, adorando essa ficção, quero o próximo capitulo logooo :) beeijinhos

    ResponderExcluir
  12. Tem um personagem com o meu nome, e ainda é Nicolas escrito do mesmo jeito (porque as pessoas insistem em colocar um H, aí fica nixolas), e ele é chefe de uma agência de detetives. Que foda.
    Tive que clicar na categoria para ler os capítulos que perdi, por que eu nunca mais dei as caras no blog rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Coragem

Dois gatos

Teto de verniz