Um conto


Essa lenda foi contada na minha época de menina. Não se sabe o quanto de veracidade ela preserva. Contaram-me assim:

Há muito tempo atrás, antes da vida fervilhar sobre a Terra, existiam seres menores do que homens. Eles habitavam os cantos altos do Planeta,entre montanhas e árvores. Mediam centímetros. Menores do que muitos bebês de hoje. Além de terem menos estatura, andavam descalços, e vestiam roupas felpudas. Somavam menos de mil.

Dizem que os antigos poderiam confirmar o tamanho, que já foram capazes de ver os últimos dos pequeninos. O conto diz haverem duas irmãs que, desobedecendo a ordem de seus pais, tocaram seus instrumentos. O som era tão bonito que pensavam ser um pecado maior não tocá-lo. "Por que proibir algo tão belo?", pensavam enquanto se embrenhavam na floresta. Os instrumentos sagrados eram dados às famílias para serem tocadas pelas moças virgens. A pureza era um dos requisitos. Falavam ter o poder de atrair os deuses. Eram feitos pequenos rituais religiosos para comemorar nascimentos e casamentos.

As duas sabiam disso,mas não viam por que obedecer a deuses que só existiam em sua fraca imaginação. Tocaram. E antes que pudessem perceber, suas pernas ficaram maiores, o tronco e todo resto do corpo. Desesperadas,correram para a casa dos pais. Houve alvoroço.O fenômeno ocorrera com todos os filhos virgens. Nada puderem fazer, o mal estava feito. Logo,a nova espécie passou a habitar outras planícies,visto que suas antigas moradias não mais poderia abrigá-los. Eram imensos. Maiores do que jamais pensariam.

A história foi encoberta.Pois,ser humano algum quer acreditar que um dia, seus ancestrais foram do tamanho de crianças pequenas. Mas,até hoje, ouve-se falar de duendes,fadas, gnomos como resquícios daquela época.
Ilustração: First Aid Kit,by Maike Plenzke. Indicação da Suuka.O Desafio continua,deixe a sua sugestão de imagem nos comentários (ou mande um tweet para @blogabs), cite o autor, o nome da imagem (se possível), e o link da mesma. P.S.: Perdão pelo título do conto.Sou péssima para nomear as coisas...

Comentários

  1. Gostei!!!! Simples e ainda deu uma explicação para algo real é o tipo de história boa para se contar a crianças!!!

    ResponderExcluir
  2. Ótimo conto! Me lembrou muito as fabulas que contam quando somos crianças! A imagem realmente combinou bem, ou seria o conto?

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Que conto fofo! Não conhecia esta história, e achei tão linda (tá, talvez eu seja estranha...).

    http://florescerepalavrear.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ótimo conto!
    Merece ser publicado em edições infantis! *-*

    Um beijo,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  5. Nunca parei para pensar numa origem assim... Muito interessante. Você é menos drástica criando origens do que eu. Gostei disso.

    ResponderExcluir
  6. Awr! Fiquei besta agora, com o tamanho da sua imaginação e criatividade, na boa!1!! Nunca na minha vida que viria essa imagem e criaria um conto tão foda assim haha Até no fato da "pureza" tu lembrou/pensou .-.
    E olha que essa semana foi o folclore né? Li algumas lendas no colégio e tals :}

    Sorry por não ter mandando da onde tirei a foto D:
    Enfim, adorei o conto, estou louca para ver os outros *o*

    http://rascunhosdasuuka.com

    ResponderExcluir
  7. Oh meu pai, agora tudo faz sentido.
    Emilie, de onde vem as sereias? Eu sei que você sabe, pode contando! u_u

    ResponderExcluir
  8. Bem interessante a história delas...
    Parece até uma lenda mesmo.
    Adorei a imagem!
    Boa semana pra você <3

    ResponderExcluir
  9. Oie Emilie =D Desculpa a ausencia as ultimas semanas mas estou na correria rs...

    Acho que de todos os contos que li aqui no seu blog, este é o mais "fofo"! Gostei muito!!!

    Além de muito bem escrito, faz com que leitores mais velhos (tipo eu) volte a infancia rs...

    Parabéns!!

    bjus;***


    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  10. Bem bacana o conto, interessante a ligação com as histórias de duendes e gnomos.
    Abç

    ResponderExcluir
  11. Cara, não tem como duvidar da sua incrível criatividade e habilidade na escrita de contos, sério, ficou ótimo o conto, daqueles que a gente pode contar pras crianças, como uma lenda de verdade mesmo *O*

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  12. Aqui na Irlanda as portas das casas e construções muuuito antigas são mais pequenas do que as portas de hoje em dia. agora fiquei invocada! bjs

    ResponderExcluir
  13. aoskaoskoaksoa Muito interessante. Minha bisa era uma fada e meu bisa era um gnomo.

    ResponderExcluir
  14. Emilie amei o conto, vc fez ficar muito bem com a gravura, adorei, escreve muito bem e bem criativo, beijos

    ResponderExcluir
  15. Que lindo, eu nunca tinha lido esta fábula, muito linda :)
    Um ótimo início de semana.
    Bjus

    Rafa
    www.rafaelando.com

    ResponderExcluir
  16. Me lembrou muito o filme Labirinto do Fauno!

    @littlepistols
    http://portifoliodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Curti pra caramba o conto! Uma explicação para uma coisa que existe, simplesmente adorei! <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  18. Emilie, que coisa mais doce! Se um dia eu tiver filhos, com certeza este conto estará entre os que eu contarei para eles antes de dormir!

    Boa semana, Beijos ;*

    ResponderExcluir
  19. Que conto fantastico. Uma pena nao ser conhecido como tantos outros

    ResponderExcluir
  20. Gostei ficou algo bem místico sem ficar bobo sem explicação, do jeito que sou pequena não duvidaria da minha origem ser essa (rsrsrs)

    meninasapeca-ms (O restante vc sabe ;D)

    ResponderExcluir
  21. Emilie, gostei muito. Ficou simples, místico e até intrigante! Quanto ao teu comentário na minha ultima postagem, eu não sei você, mas eu tenho amigos igual ao Alan... Que sempre estão do meu lado me apoiando, e são AMIGOS mesmo :)

    Beijoos e obrigada por sempre passar no colouredsmile!

    ResponderExcluir
  22. Adorei! será que existiam mesmo esses seres pequenos? hum, :}
    aah, vou fazer um post com cortes para cabelos cacheados, quer dizer, vou tentar!
    bjbj
    http://vitrine-maria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Então quer dizer que virgens que tocam instrumentos mágicos aumentam de tamanho? É uma pena que instrumentos mágicos quase não existem mais. Nem virgens. haha
    Eu gostei do texto, Emilie. A ideia dos contos baseados nas imagens é realmente boa. Fico imaginando que tipo de imagem me indicariam se eu começasse alguma coisa assim.

    ResponderExcluir
  24. Quanta criatividades Emi! Os homens crescem e sempre esquecessem de que foram crianças, pequenas criaturas que prometeram um dia não se esquecerem de suas origens. Gostei, muito.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  25. Parece um conto de fadas *O*

    ResponderExcluir
  26. Pois é Emy (posso te chamar assim?), acredita que viciei em algumas músicas do primeiro CD da Mallu? Se tiver oportunidade, escute "You Know, You've Got", é simplesmente viciante. Incrível que algumas coisas, a gente realmente só dá valor com o passar do tempo. Beijos ;*

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Coragem

Dois gatos

Teto de verniz