De passagem n°6


   O jeito que ele sorria. O cabelo dele. Tudo. A garota sentada na carteira uma fileira depois do observado estava apaixonada. Nunca tomou coragem. Quando ele chegava perto, perdia a fala ou as palavras simplesmente se embaralhavam. Corava só em observá-lo. O professor, pela terceira vez, chamou a atenção da garota que não olhava para a lousa. Hoje seria o dia decisivo. Depois de tantas tentativas frustradas, ela com certeza tomaria coragem e falaria com ele. Já havia deixado um bilhete na carteira, marcando o lugar e o horário. Será que ele irá? Oh, e se ele não for? Bem, o jeito era arriscar.

       Tocou o sinal do intervalo. Esperou todos saírem e depois levantou de sua carteira. Comeu uma fatia de pão e saiu, com um rascunho na mão. Atrás da escola, longe da vista de todos, estava o garoto. A mocinha se escondeu atrás de uma viga, observando-o. Era a hora da verdade. Respirou fundo. Ele lá, encostado na parede, olhando para a grama. Ela não conseguia sair do lugar. Transpirava. O coração acelerado. E se ele me rejeitar? E se ele rir de mim? E se eu não conseguir falar de novo? Não aguentaria outra falha. Não... Eu não sirvo para ele. Ele é tão popular, e estiloso. E eu sou apenas a nerd quatro olhos que fica "secando" ele na aula, enquanto brinco com o cabelo. Melhor deixar ele... Melhor eu...

– Garoto bonito, não? - a garota foi interrompida por uma mulher num traje negro apertado, encostada na viga ao lado.

– Eh... Quem? - arrumou o óculos, analisando a pessoa.

– Quem eu sou não importa. Nem como entrei na escola. O que importa é que essa é uma oportunidade única. Você está em seu último ano. Talvez nunca o veja de novo. Não deveria se declarar?

– Como sabe sobre mim? O que... Olha, quer saber, tanto faz quem você é. - sentou e encostou na viga, segurando as pernas e se encolhendo - Ele não vai ficar comigo mesmo...

– Como tem tanta certeza? Olha pra você. Tão fofa nesses óculos e uniforme. Sempre gostei dessas saias curtas e meias. Lenços. Seus peitos também são volumosos. Se você fosse mais velha, eu te pegava...

– Eeeh?! - corou ela.

– Calma calma... Não sou nenhuma tarada... Só estou dizendo que você tem muito a oferecer, não só de corpo. Você é inteligente, dedicada... Aquele cara teria sorte se ficasse contigo. Vai dar essa chance para ele?

A garota pensou um pouco. De repente levantou, soltou o cabelo, limpou os óculos, arrumou a saia e olhou para a estranha.

– Como estou? - perguntou ela.

– Maravilhosa. - abriu um largo sorriso.

        A garota respirou fundo e foi até o garoto. Começou a falar com ele sem garguejar. Na mesma hora, ele segurou a cabeça dela e a beijou. Ela soltou o rascunho e segurou a cabeça dele, acompanhando. Emi ficou encostada observando o casal. Pela primeira vez ficou feliz com uma das missões. Ou só estava excitada por causa da menina. Provavelmente os dois.

– Droga, se eu tivesse conhecido uma garota assim na minha época... Fazer o que - a intrusa desencostou da viga e saiu da escola, sentindo um conforto no coração.

Comentários

  1. 1. Foi um sufoco pegar uma imagem que casasse com o texto. Tive que mudar a imagem original,Felipe.(Desculpe por isso). Daí,encontrei essa do filme,"Educação"(nada a ver com o conto).

    2."Você tem muito a oferecer". O corpo dela?! LOL Olha o exemplo que você está dando para as minhas leitoras (maioria, adolescentes).Nhá, eu sabia que mais dia, menos dia, você postaria algo do tipo xD.Não há o que se fazer, e nem vou censurar.Mas,não deixe as coisas ficarem muito "quentes" [se é que você me entende].

    3. Sem personagens históricos dessa vez?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não pretendo meter acontecimentos históricos em todos os capítulos, se não fica uma linha contínua demais para uma pessoa instável como eu (?)

      Não precisa se preocupar com as imagens, levando em conta que você é a patroa, você faz o que bem entende por aqui.

      Sobre as coisas ficarem "quentes", não vou exagerar. Mas também já esperava levar um feedback sobre isso, levando em conta os assuntos que gosto de abordar. Uma hora eu precisava revelar a opção sexual da nossa protagonista né. Nesta história em específico não pretendo passar dos limites. Entretanto, quando surgirem outras ideias (pra variar) e, no caso, eu quiser apimentar as coisas, eu converso com você e vemos como podemos amenizar o conteúdo.
      E apesar dos rumores dizerem que estou lhe superando, sempre irei pensar o contrário, minha mentora querida ^^

      Excluir
  2. ''A garota respirou fundo e foi até o garoto. Começou a falar com ele sem garguejar. Na mesma hora, ele segurou a cabeça dela e a beijou. Ela soltou o rascunho e segurou a cabeça dele, acompanhando. Emi ficou encostada observando o casal. Pela primeira vez ficou feliz com uma das missões..''

    Ja me senti como ela, é realmente gratificante! Entendo muito bem! hehehe

    Beijao, spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  3. esse felipe ta te superando em Emilie, os contos dele são ótimos ^^

    http://garotoonerd.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que conto lindo! Adoreeeeeeeeeeeei :)

    ResponderExcluir
  5. A ideia romântica fugiu das originais aventuras de Emi, mas ela praticou sua boa ação. Como é bom incentivar alguém a ser feliz mesmo que haja obstáculos a superar, o que acontece sempre.
    Beijos.

    http://sabrinanunees.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Muito legal o texto, foi você mesmo que fez?
    O que te inspira?
    Parabéns mais uma vez.
    Território das garotas
    @territoriodg
    Bjss *-*
    Passa lá no blog?
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Me senti como que transportado àqueles filmes clássicos.
    Adorei o jeito que tu descreve a narrativa.

    parabéns, to te seguindo.

    Hey, deixa um comment lá no meu?
    www.luliskd.blogspot.com

    (E pra quem ainda não segue, dá uma seguida lá *-* por favor)
    valeu

    ResponderExcluir
  8. Amei a narrativa *-* Beijos, www.thingsofadreamer.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Tem que confiar no próprio "taco", né? Sem saber todo o potêncial que se tem, não se chega a lugar algum.

    ResponderExcluir
  10. Logo de cara já gostei daqui! Conceito diferente do que tem nos blogs por aí, já vou logo ir em busca dos textos anteriores. Mas, poxa, quem dera toda declaração terminasse com um beijo desses, seria ótimo ter menos corações quebrados. :)
    Adorei o blog, parabéns aos dois escritores! Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Muito boa a narrativa, vou até dar uma lida nos outros contos. Agradável de ler, fluiu muito bem, ao menos pra mim.
    Parabéns!

    Beijos,
    http://www.ideias-defenestradas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Que conto mais romântico :)
    Gostei dessa parte...
    Beijão <3

    ResponderExcluir
  13. Adorei;) rsrs tava fuçando no seu blog,super divo! tô seguindo;D


    http://conectadas2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Tudo bom?
    Amei o texto... Parabéns...
    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu para conhecer... Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Ha.. que história gostosa de se ler.
    Me senti como essa menina, fofa, dedicada >.<

    Na minha escola não tem nenhum menino interessante
    =/

    ResponderExcluir
  16. Gostei o do capítulo :)
    Rsrs, engraçado o momento da Emi com a menina!


    @wendyelmb
    http://tecido-doce.blogspot.com/
    http://cerejadeneve.com/

    ResponderExcluir
  17. Arriscar: sempreeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  18. Pois é, muitas vezes as pessoas perdem boas oportunidades pelo simples medo de arriscar. Mas não tentando, se nada de bom acontecer, nada de ruim também não vai, né?
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Que lindo! Eu adorei.
    Uma garota insegura de si, que se apaixona por um cara bonitão.
    Ficou ótimo Emilie :)
    beijos.
    Amanda - Doce Diário

    ResponderExcluir
  20. Hahahaha, adorei, achei bem inédito, geralmente acompanho a Emilie e foi bom ler um toque masculino na história. Mas, veja bem, eu super escreveria algo assim, acho que até bem mais censurável do que o Felipe.

    Gostei muito da originalidade e sentimento inédito da história. Acabou ficando envolvente, apesar de ser algo bem batido - mas que não é disseminado - essa coisa de se valorizar e, por isso, se sentir valorizada pelas outras pessoas.

    Adorei, adorei. Esse blog evolui a cada dia :3

    Um beijo pros queridos.

    ResponderExcluir
  21. Gostei desse trecho...deu um arzinho de mistério! hahaha
    Vou continuar acompanhando essa história, claro!

    Beijos
    infinitedreamsofiza.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Eu simplesmente amei o texto, sinceridade mesmo!
    Vamos meninas, arriscar!
    http://vitrine-maria.blogspot.com.br

    publiquei o link dessa postagem na página do meu blog no face.
    https://www.facebook.com/pages/Vitrine/302490329780985

    ResponderExcluir
  23. Já ouvi alguém falar sobre "pessoa certa na hora errada". "Se eu tivesse conhecido alguém assim" me lembra essa expressão.

    ResponderExcluir
  24. "Se você fosse mais velha eu te pegava" HAUSHAU Enfim, a viajante dessa vez juntou um casal?! Legal *_*

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  25. Oie ;D

    Ótimo texto! Gostei bastante da narrativa, me lembrou um pouco alguns textos mais clássicos. Achei interessante o romance e fiquei curiosa para ver como o novo casal termina rs...

    bjus

    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  26. Amei o texto, muito bom mesmo Emilie! Beijinhos

    http://www.wefoundmoda.com/

    ResponderExcluir
  27. Ri muito em algumas partes e com o primeiro comentário.

    http://fashiondreamsblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Me lembra a cena de O Diabo Veste Prada em que ela aparece toda bonitona, arrasando. Às vezes é preciso fazer isso mesmo. UAHSUUAUHSHAU

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  29. hahaha A nerd realizou o sonho de todas as meninas ao conquistar o bonitão! Achei a história bem diferente do que leio aqui rs, super engraçada e a "estranha" me lembrou a diabinha do filme "garota infernal" rs.
    Mas eu gostei muito rs, se os textos fossem iguais a vida real, as nerds dominariam o mundo *_*
    Grandes beijos e volte sempre =D

    ResponderExcluir
  30. Adorei o texto. :)
    Geralmente textos com diálogo fica mais interessante da gente ler. Pelo menos eu prefiro.
    E esse ficou excelente. Beijos, beijos.

    http://deargirlsupdated.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Primeira vez que passo por aqui - e me sinto mais que bem-vinda, mesmo sendo meio intrusa. Esse blog me recorda a adolescência. Tão doce e terno quanto a minha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  32. 'Se você fosse mais velha, eu te pegava' euri
    Pois é se a gente não gostar de si mesmo, quem vai?

    adorei , muito bem escrito

    beijos e tenha um ótimo final de terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  33. adoro dialogo nos textos.
    eles se tornam mais suaves na leitura, e talvez até mais envolventes..

    ResponderExcluir
  34. SÉRIO??? NOSSA EU ADORARIA SER ADOTADA! rsrs Cara nem sabe como fiquei feliz quando li seu comentário!

    Sobre o texto, incrível a opção dela é essa mesmo que o texto quis passar? rsrs Ah era bom se viessem alguém e nos desse esse empurrãozinho né?

    Beijão.

    meninasapeca.tk

    ResponderExcluir
  35. Este capítulo ficou ótimo. Na verdade, essa história está ficando foda. E eu imagino a protagonista bem sexy rs
    Perdi um ou dois capítulos. Mas volto pra ler, sem falta. E eu sei que a maioria dos leitores que perde algum capítulo deve dizer que vai ler o resto e não lê porra nenhuma. Mas eu vou ler, mesmo.

    ResponderExcluir
  36. Voltei, li os capítulos 3, 4 e 5, que eram os que eu tinha perdido. Desses, achei o 4 o mais foda rs
    De qualquer forma, até agora os meus favoritos são os dois primeiros. Mas a história toda está ficando bem interessante.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Teste de Coragem

Dois gatos

Teto de verniz