Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Com respaldo

“Este pequeno discurso me põe de frente com os assuntos concernentes ás dificuldades as quais a escola está passando [...]”.
      Com essa sentença de palavras Samantha Parker começa seu discurso. Entraria no Grêmio estudantil em breve já que era a favorita. De dez alunos, sete votariam nela, divulgou a redação do jornalzinho da escola, O Diário Colegial. Seus companheiros de chapa pareciam mais zumbis com os olhos profundamente negros, calças rasgadas e roupas velhas. Ela parecia uma patricinha no meio deles. Simplesmente não combinavam. Teria que se livrar de seus amigos e levar a eleição à sério. Imagem é tudo numa campanha. A vida particular está em jogo e qualquer podrezinho vira uma bomba nuclear. 

Contudo, ao contrário disso, Samantha colocou seus amigos na chapa. Foi suicídio. A oposição só precisou disso para pôr a imagem de boa menina ladeira abaixo.  Via seu nome rabiscado no banheiro feminino: “Samantha, amiga dos podres. Dá para todos”. Sentiu uma raiva crescente. Como daq…

De passagem n°5

Imagem
– Terminou de instalar os foguetes? - falava o “agente” pelo comunicador.
– Sim. Coloquei todos no lugar certinho. E estão bem encaixados, então não me enche.
– Você quem sabe, peituda.
         Ignorou o “elogio” do homem,saiu do meteorito, e subiu na moto voadora.“Se eu soubesse que essa moto se transformava já tinha fugido faz tempo”,pensava Emi. O uniforme novo tinha suas vantagens,permitia que ela respirasse fora da atmosfera terrestre. Só não entendia o por que dos olhos de vespa enormes no capacete.
– Emi, pode acionar os foguetes. Eles já estão programados apropriadamente?
– Sim. Eles vão seguir a rota programada e, na hora certa, soltar o meteorito contra a Terra.
– Certo. Pode ativá-los e voltar.
– Entendido.
      Ela ficou observando as estrelas, pensando em como sempre quis ir para o espaço. Quando era pequena, observava as constelações, sonhando acordada. Mas naquele tempo não haviam assaltos ou assassinatos. Não era como agora. Agora... Não havia mais tempo para sonhos. Apenas …

Quinze anos

Imagem
“Por que será que comemoram os quinze anos de uma garota? O que há de especial nisso? Que costume bobo”, pensa Melissa quando se dá conta de seu aniversario, deitada na cama pela manhã. “Isso não faz sentido algum”. “Mel”, diz um garoto entrando pela janela de seu quarto, como era seu hábito. “Feliz aniversário”. “Ah, que bom que você lembrou”, levanta-se de supetão, ainda de pijama. “Mas o que você faz de pijama?”
       “Ah, é que…estava pensando em passar meu aniversário em casa”, diz com a mão na cabeça, sem jeito. A verdade é que não gostava de comemorar seu aniversário. Para ela, era um dia comum em que se comia um pedaço de bolo de padaria com um copo de refrigerante, ficava em casa (sem ir ao colégio) assistindo filmes, com seu melhor amigo,Fabrício. “Sua mãe pediu para te acompanhar até o cabeleireiro e pegar seu vestido naquela loja…de onde mesmo?”

        “Nossa, tão prestativo.Quando foi que você ficou tão serviçal?”. “Isso. Tira com a minha cara”, diz chateado. “E…

De passagem n°4

Imagem
“Este é um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade" - Neil Armstrong
Tiros. Pessoas correndo. Emi, dirigindo-se ao seu objetivo, atirava nos guardas que encontrava, com as armas tomadas dos anteriores. Ainda estava se acostumando com o cinturão novo.
Após comentar os acontecimentos no Século XVI, a “agência” resolveu dar uma ajudinha a mais para a criminosa. Conforme seguia, deixava algumas bombas nos computadores e paredes. Terminado o serviço, fugia, se preparando para acionar o detonador.
– Não posso deixá-la explodir tudo. - o viajante misterioso aparece. Desta vez nada foi congelado.
– Como...
– Eu já disse... Sei tudo sobre você... Seu passado, presente e futuro.
– Então é bom saber o que eu tenho pra você. - apontando para o novo equipamento.
– Isso é... Como você...
– Ganhei um presentinho “deles”... O que eu achei estranho, levando em conta que não pretendiam dar nenhum apoio.
– Isso não será suficiente para me vencer...
– É o que veremos.
Emi esconde o d…

Catástrofe

Imagem
“Só você para fazer algo tão sem noção!”, Anderson encostou-se aos cantos da parede para evitar contato com o desastre no chão.
“O que eu faço agora?!”, Fabiano disse com as mãos na cabeça. Andando de uma ponta a outra da sala, começou a pensar numa desculpa. Que deveria ser muito boa para convencer sua mãe. Ou que o livrasse do cinturão do pai... ”Ah, isso é um caos! O que eu faço?”, repetia na esperança de ouvir alguma ideia genuína do amigo. Anderson não sabia o que dizer, e se soubesse falaria asneira.

          Talvez a idade... Dizer que foi um acidente, que estavam distraídos correndo... Que Anderson o acertou no olho e por isso começaram a correr pela casa como desesperados, coisa de criança. A mãe entenderia. Nem tudo estava perdido. “A mãe também foi criança um dia... e já fez a burrada uma ou duas vezes... Ah! não foi de propósito, poxa!”. Anderson escapulia pela porta da frente. Se estivesse ali atribuiriam parcela da culpa a ele.

         “Anderson, não sai! Você será meu …

De passagem n°3

Imagem
“Na noite seguinte à segunda-feira, se perdeu da frota Vasco de Ataíde com a sua nau, sem haver tempo forte ou contrário para poder ser ! Fez o  capitão suas diligências para o achar, em umas e outras partes. Mas... não apareceu mais!” - Pero Vaz de Caminha

          A luz da manhã batia. O navio cortava as ondas do mar enquanto seguia. Os tripulantes, trabalhando conjuntamente para garantirem o curso da nau, logo são distraídos por uma aparição cheia de luzes e faíscas.
          Uma dama sobre uma besta metálica começa a atacá-los. O capitão estava confuso. De onde veio aquela mulher? Não podia estar no navio o tempo todo, certo? Um a um os homens foram derrotados pela guerreira misteriosa. O capitão, deixado por último, teve o coração perfurado. A intrusa aproximou-se do leme e mudou o curso do navio. Agora tudo correria como o planejado. O trabalho estava feito. De repente o tempo para. Tudo fica num tom estranhamente monocromático. A mulher fica assustada ao ver tudo par…