[New Earth] Episódio 7

    Nesse momento, estou sendo guiado por um corredor em tons de neon. Esse pequeno tablet em que digito é o meu subterfúgio. Não fossem as minhas memórias do presente, talvez estivesse em um divã. Fazendo analise pelo resto da minha vida. Não tenho família, me custa lembrar dos parentes que perdi. Duro demais. Coisa demais para pensar.
...
Bruno termina o paragrafo insatisfeito. Falta algo. Deitou-se e dormiu.
...
       Era o ano de 3040, e tudo ao redor estava envolto em um gás nocivo. Poeira, poluição, nevoeiro de fumaça de combustível. Ninguém para socorrer o rapaz que sucumbia no chão. Vivia até que a hemorragia provada pela fratura em seu braço dissesse chega. Sua vista estava embaçada, respirava com dificuldades, os olhos miravam o céu. Caíra do alto de um prédio. Quantas costelas quebrara no choque do corpo com a sarjeta?
           Antes que se desse conta de que viveria por um ínfimo momento, viu a sua vida em flashes de memória. Distorcidos. Contornados pelo tempo. Só as mais importantes, as efetivas. Sua mente imaginou ser um pesadelo. Durante os poucos segundos em que viveu, lembrara da irmã que o esperava em casa, doente. “Que droga de vida”, fechou os olhos. Deixara de respirar.
        Seis minutos antes. Dois caras discutem no alto de uma construção de cinco andares. Um deles, muito nervoso, recuava. Ao se distanciar, alcançava a morte na calçada. “Entrega esse remédio!”, dizia o outro apontando uma arma. Seus olhos vermelhos e dilatados. “Eu não tenho!”. “Me dá esse remédio!”. “Cara, isso não é um alucinógeno. É uma vacina. Eu preciso disso para a minha irmã”. “Me dá logo isso!”, alteou a voz, correu para tomá-lo à força. “Não!”,tentou fugir, mas, não havia chão. Caiu ao retroceder os passos.
...
Quase saltou da cama com o susto que levara. Pesadelo mais estranho. Bruno respirava como se tivesse acabado de correr numa maratona, e suava como tal. Não passara de uma fantasia arquitetada por uma mente cansada. Deu-se conta de que sempre que imaginava o futuro, ele sempre se mostrava nebuloso e trágico.
••●

Comentários

  1. Nossa esse sonho do Bruno foi bem realista! Achei que fazia parte da estória, rsrs. Intrigante esse sonho, mas deve ser por conta do cansaço mesmo, ou será que não? Então Emilie, a carga horaria é dura, mas é por enquanto, afinal a loja é nova e somente são quatro funcionarios, contando comigo, mas assim que tiver mais gente, ai terei um horario fixo, mas já estou acostumada, no meu outro serviço, tinha dias e meses até que em eu trabalhava das nove até as dez, e olha que era trinta minutos apenas de intervalo, nesse novo emprego pelo menos é duas horas!

    Ah sim, muitos também já me disseram que eu não aparento ter a idade que tenho XD, por um lado até é bom rsrs. Sabe já faz um ano que estou casada, é uma das maiores alegrias que tenho rsrs.

    Bjs!

    daimaginacaoaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. De vez em quando também tenho sonhos bem reais como o do Bruno. Quero ver o restante da história :D

    ResponderExcluir
  3. Cada vez mais fico curiosa a respeito da mente deturpada e neblinosa desse rapaz. E com um tico de medo, admito. @_@

    ResponderExcluir
  4. Não li os textos anteriores, mas esse está ótimo. Uma excelente história...

    ResponderExcluir
  5. Que estranho, não entendi rsrs :/ mas acho que esse sonho vai inspirar ele na história :)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. no momento estou bem apressada, então depois eu leio o post, por que vou ler do primeiro capítulo pra não ficar perdida. mas desde já digo que seu blog é lindo, amei o lay, as cores calmas são bem legais *-*
    seguindo :D

    http://leideanediniz.blogspot.com ;*

    ResponderExcluir
  7. Uau, gostei desta narrativa. A história parece interessante, mas ainda preciso ler os capítulos anteriores para me inteirar. E, sabe que "New Earth" me lembra um episódio de Doctor Who? Muito bom! Gosto de ficção científica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Não li os textos anteriores Emile, mas gostei desse!! Quando vai começar um nova série aqui, gosto de acompanha do início!!! :/

    Obrigado pelo carinho,mesmo eu não vindo no seu blog, porque estava estudando você não esqueceu do Acesso Permitido, nunca vou esquecer disso! :D
    http://acessopermitidoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Humm será que foi um sonho mesmo isso que o Bruno teve??? Fico curiosa pra saber logo o final hahaha mas a graça é essa :)
    Pois então, eu tenho dificuldades de fazer amizades porque eu sou muito tímida pra falar com pessoas que eu não conheço, ai muita gente acha que eu sou metida :(
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, vira e meche tenho sonhos assim, como o de Bruno ! heheh tá show os episódios viu? Beijos, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  11. Adorei o capitulo, fazia tanto tanto que não vinha aqui, até bateu uma saudade...

    ResponderExcluir
  12. Eu também escrevo algumas histórias. A maioria tá no nyah, não sei se já falei desse site de fanfics, mas enfim as minhas originais não tenho coragem de publicar na internet. Acho que só faria isso depois de pegar meus direitos autorais. Eu prometo que volto com calma e leio direitinho. É que já li tanta coisa hoje que fiquei com preguiça rss. Obrigada por sua participação lá no meu humilde blog beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais engraçado é que eu nem sou muito ligada nessas coisas de "direitos autorais". Até porque a minha escrita é muito amadora :]

      Excluir
  13. Nebuloso e trágico. O futuro também se mostra assim para mim.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Área interpretação livre: Faça comentários pertinentes ao texto. O que custa ler e opinar? Estou aceitando todas as teorias possíveis e interpretações mirabolantes (contanto que sejam sobre o conto).
Sem comentários superficiais, ok?: Se vier com um "adorei o texto", "interessante" (ou mesmo, se expressar de forma sucinta e sem significado) seu comentário não será aceito. E, nunca mais visitarei o seu blog. u.u
Prefira usar "Nome/Url" ao preencher a box de comments. Fica fácil na hora de retribuir.
Os comentários serão respondidos nesse post. Para ser avisado da resposta, selecione "Notifique-me", logo abaixo da caixa de comentários.

Postagens mais visitadas deste blog

Dois gatos

Teste de Coragem

Teto de verniz